ROTEIROS PARA SE CONHECER DE BIKE NO BRASIL.

Estrada Real

Muitos ciclistas gostam de fugir da cidade para conhecer alguns dos lugares mais bonitos do País sobre duas rodas. Chamada cicloturismo, a prática ganha cada vez mais adeptos no Brasil, com diversos roteiros para pedalar tranquilamente, apreciando a natureza e belas paisagens de um jeito saudável e sem sem se preocupar com carros, trânsito ou poluição. Atualmente, existem até agências de turismo especializadas na modalidade.

No norte de Santa Catarina, o Circuito da Região do Vale Europeu Catarinense é o primeiro criado especialmente para a prática do cicloturismo. A 30 km de Blumenau, o trajeto parte da cidade de Timbó e volta ao mesmo local. São 300 km de percurso, passando por belíssimas paisagens e natureza preservada. Além de áreas da Mata Atlântica, cachoeiras e riachos, as cidades têm prédios construídos em arquitetura “enxaimel”, originária do sul da Alemanha. No circuito, é possível provar vinhos e queijos produzidos na região com o conhecimento dos imigrantes italianos. Se quiser fazer o percurso em vários dias, há hotéis e pousadas no caminho que dão suporte ao passeio.

Paraty na Mata Atlântica.

Paraty na Mata Atlântica.

A Estrada Real, que sai de Diamantina, em Minas Gerais, e chega até Paraty, no Rio de Janeiro, passa por cidades históricas e tem mais de 1.600 km. O site de turismo da Estrada Real oferece roteiros planilhados, indicando as diferentes altitudes do terreno. A Estrada está dividida em quatro caminhos, sendo que o mais longo deles chega a ter 680 km. O chamado Caminho Velho é para ciclistas mais experientes e vai de Ouro Preto a Paraty, indo das minas ao mar e passando por 38 cidades e muitos quilômetros de natureza. Nesses caminhos, existem dezenas de roteiros para ciclistas menos experientes, como a rota entre Mariana e Ouro Preto, de apenas 11 km.

Cidade histórica de Ouro Preto.

Ouro Preto

O Parque Nacional da Chapada Diamantina, com seus 152.000 hectares, tem algumas das paisagens mais bonitas do Brasil e é outro destino ideal para cicloturistas. Os ciclistas podem combinar o esporte amado com passeios por centenas de cachoeiras, grutas, morros e rios nesta região baiana que fica localizada a 400 km de Salvador. Roteiros de uma semana são oferecidos por agências de turismo percorrendo o parque e suas belezas naturais.
Fonte: Terra.
Conheça o Brasil com o Bioventura.
logo bioventura

RALLY DAKAR 2013 – A PROVA MAIS DIFICIL DO MUNDO

Dakar2013 logo

Chegou ao fim mais uma edição da competição mais dificil do planeta, o Rali Dakar. Uma aventura onde a Natureza põe a prova homens e máquinas, levando-os ao limite. Uma aventura sem igual … e onde há aventura aliada a Natureza o Bioventura apoia.

O Rali Dakar é a maior e mais dura prova de automobilismo do mundo. Originalmente a prova era realizada entre a Europa e a África, com a maior parte das edições começando em Paris na França e terminando nas praias da capital do Senegal, Dakar, após a passagem pelo deserto do Saara. Interrompendo-se por um dia para a travessia marítima do Mar Mediterrâneo. Mas devido a instabilidades políticas, de segurança, de patrocínios e outros fatores, a prova, incluindo a origem e término, têm variado ao longo dos anos.

dakar 2013

A corrida acontece anualmente, sempre na primeira semana do ano. As versões mais antigas eram iniciadas alguns dias antes do fim do ano, isso forçava os competidores a passarem o reveillon no meio do deserto.

Thierry Sabine

Thierry Sabine o fundador do “Dakar”

O Dakar teve a sua primeira edição em 1978/1979 (com início a 26 de Dezembro de 1978), um ano após Thierry Sabine ter se perdido no deserto (quando participava no rali Abidjan-Nice, de moto). Daí Sabine teve a idéia de que a região seria um bom lugar para um rali regular. Thierry Sabine morreu em 14 de janeiro de 1986, quando o helicóptero, a partir do qual dirigia o Dakar, bateu numa duna, no deserto do Mali, durante uma tempestade de areia. No lugar, foi erguida uma lápide em sua memória, no deserto do Ténéré, num lugar batizado “Árvore de Thierry Sabine” devido à acácia solitária que aí se encontra.

O primeiro Paris-Dakar (como era chamado) teve 170 participantes que saíram de Paris, mas apenas 69 chegaram a Dakar. As principais categorias que disputam o rali são de motos, quadriciclos, carros edakar 2013
caminhões. Atualmente o número de inscritos nessa prova passam de 400, distribuidos nas quatro categorias e com pilotos de diversas nacionalidades.

Em 2008 a prova teve de ser cancelada, devido a ameaça de terroristas na África. Após esse grande problema, a organização teve de procurar uma outra região para a corrida e veio para a América do Sul. No ano seguinte, 2009, o evento foi realizado no Chile e na Argentina, entre 03 de janeiro e 18 de janeiro. A competição manteve-se na América do Sul desde então. Após essa primeira edição sul-americana, o novo formato do Rali agradou à maior parte das marcas, pilotos envolvidos e patrocinadores não só pela segurança, como pela dificuldade e diversidade do trajeto e pela forte presença de público ao longo das etapas. Parece que dificilmente o rali voltará ao continente africano tão cedo.

dakar 2013

Esse ano o Dakar passou por três países sulamericanos, Peru, Argentina e Chile. Foram percorridos mais de 8.000 quilômetros de dunas em desertos, terrenos pedregosos, as frias montanhas dos Andes, rios secos e que se encheram com as chuvas, florestas entre outros. Essa edição também manteve uma trágica tradição herdada de edições passadas, mortes. O piloto francês, Thomas Bourgin, da categoria motos, faleceu após se chocar contra um carro da polícia chilena que vinha na direção contrária. Também houve outro acidente entre um caminhão de apoio e um taxi, onde duas pessoas faleceram.

Robby Gordon na largada em Lima.

Robby Gordon na largada em Lima.

 

Veja abaixo os grandes vencedores das 4 categorias:

Motos: Cyril Despres (França) Equipe – KTM Red Bull Rally Factory Team

Quadriciclos: Marcos Patronelli (Argentina) Equipe – Yamaha Rancing Team

Carros: Stéphane Peterhansel (França) Equipe – Monster X-Raid

Caminhões: Eduard Nikolaev (Russia) Equipe – Kamaz Master

O Dakar é mais que uma corrida, é um evento que promove o turismo, integração social e mostra ao mundo culturas e as belezas naturais por onde passa.

Paisagens exuberantes na rota do Dakar.

Paisagens exuberantes na rota do Dakar.

Vamos aguardar agora a próxima edição em 2014.

Você também pode conhecer dunas aqui no Brasil como as do “Dakar”. O Bioventura te leva lá… Acesse o site, confira nossos roteiros e curta a aventura.

http://www.bioventura.com.br/lencois.html

logo bioventura

Oscar, o cachorro viajante, morre após conhecer 36 países.

oscar-paris

Oscar, um cachorro que ficou famoso por ter viajado o mundo com sua dona, morreu em um acidente na sexta-feira (11), segundo foi anunciado em sua página no Facebook.

Não foram divulgados detalhes sobre o acidente, mas, segundo a imprensa sul-africana, ele foi atropelado por um carro na Califórnia.

Adotado em 2004 na Cidade do Cabo, na África do Sul, o vira-lata e sua dona, a professora de golfe Joanne Lefson, fizeram uma viagem ao redor do mundo em 2009. O objetivo era promover a adoção de cães e arrecadar dinheiro para uma organização de proteção aos animais.

Durante a jornada, Oscar conviveu com leões selvagens no Quênia, conheceu o maior gato do mundo no Cairo, participou de uma pescaria de piranhas no Rio Amazonas, conheceu o personagem Pluto na Disneylândia e caminhou pela Muralha da China.

Em 2011, Joanne lançou um livro contando as aventuras da viagem. No mesmo ano, o cão visitou abrigos de animais nos EUA, na Europa e na Índia.

Segundo sua dona, Oscar viajou para 36 países nos cinco continentes e era o “cachorro mais viajado do mundo”.

Oscar nas ruínas de Machu Picchu.

Oscar nas ruínas de Machu Picchu.

Joanne escreveu uma homenagem  para o companheiro: “Não acredito que você se foi, mas suas memórias vão continuar em mim para sempre, e seu coração vai continuar batendo através dos incontáveis cães que tiveram uma segunda chance como um resultado direto do seu bom exemplo e sua vida inspiradora”, disse.

Ela afirma que fará um funeral para o cachorro na próxima semana, na Cidade do Cabo.

Fonte: G1.

Quer viajar pelo mundo como nosso amiguinho Oscar? Chame o Bioventura.

http://www.bioventura.com.br/roteiros.html

logo bioventura

ONÇA-PARDA ENTRA NO HOSPITAL EM MOGI GUAÇU-SP

Onça Mogi Guacu

Uma onça-parda surpreendeu os funcionários do Hospital São Francisco na madrugada desta terça-feira, em Mogi Guaçu-SP. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ela chegou ao local por volta das 3h do dia 08/01/2013 e ficou deitada em um gramado na parte de dentro da unidade, próximo ao laboratório. O corpo de bombeiros e a Polícia Militar foram acionados, isolaram a área e ficaram observando a movimentação do animal. A recepcionista do hospital, Valéria Magioli, afirmou que é a primeira vez que aparece um animal deste porte no local. “Nós chegamos aqui e nos assustamos muito, vimos polícia, bombeiros, achamos que era um acidente em alguma das áreas do hospital”, contou.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a corporação, a Polícia Militar e três funcionários do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) fizeram o cerco e captura do animal, que é um macho. Segundo Márcia Rodrigues, analista ambiental do ICMBio, o animal pode ter escapado de uma mata de eucaliptos que pertence a uma indústria de papel. A analista ambiental também explicou que a onça capturada tinha dois anos e meio e que nessa idade elas ficam sem a mãe e procuram território. “Esse foi o motivo da fuga dela, ela ficou sem a mãe e estava sem um local para viver, por isso invadiu o hospital”, afirmou.

A onça foi levada para o Zoológico de Paulínia (SP), onde recebeu cuidados, já que machucou uma das patas durante a fuga. Ficaria dois dias lá e depois seria solta em algum área apropriada para a soltura. situações como essa estão cada vez mais comuns nas cidades.

Já relatamos outras ocorrências como essa … clique nos links.

https://bioventuraecoturismoanimal.wordpress.com/2012/04/18/onca-parda-em-brasilia/

https://bioventuraecoturismoanimal.wordpress.com/2011/10/13/onca-parda-na-zona-norte-de-sao-paulo/

https://bioventuraecoturismoanimal.wordpress.com/2011/09/28/onca-parda-em-franco-da-rocha/

Onça-parda

Onça-parda ou Puma

Nomes populares: Onça-parda, suçuarana, leão-baio, puma, cougar, leão-da-montanha

Nome científico: Puma concolor

Saiba mais sobre animais silvestres em:

http://www.bioventura.com.br/fauna.html

logo bioventura

 

 

 

FULECO – O MASCOTE DA COPA DO MUNDO FIFA 2014

FULECO O MASCOTE DA COPA DO MUNDO DA FIFA DE 2014

Como todos já sabem, o Bioventura está sempre ligado e assuntos relacionados a Natureza e ecoturismo. Com a escolha do mascote da próxima copa do mundo, que será no Brasil, não foi diferente e trazemos aqui o nome escolhido pelos internautas de todo o país.

Depois de 2 meses de votação pela internet e com cerca de 1,7 milhões de votos, o nome Fuleco foi eleito e anunciado no dia 25/11/2012 como o nome oficial do mascote da Copa do Mundo da FIFA de 2014. O nome Fuleco é a junção das palavras futebol + ecologia. O mascote é um tatu-bola, um animal da fauna brasileira e ameaçado pela caça e destruição de seu habitat.

Segundo a FIFA, enfatizar a importância do meio ambiente e da ecologia é um dos objetivos da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Resultados de uma pesquisa de opinião pública realizada pela FIFA em 2012 no Brasil confirmam a relevância dos temas da sustentabilidade e do meio ambiente entre o público do país-sede. Mais de 90% dos brasileiros acreditam que a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 deve ser ecologicamente correta.

Veja abaixo os antigos mascotes das copas passadas:

Conheça mais sobre o tatu-bola:

 

 

 

Esperamos que essa campanha da FIFA ajude essa bela espécie da nossa fauna e também outras que estão sobre a terrível ameaça de extinção.

Conheça mais sobre nossa fauna com o Bioventura em:

http://www.bioventura.com.br/fauna.html

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conheça os cartazes da cidades-sede mais ecológicas da Copa do Mundo FIFA de 2014 no Brasil

A FIFA divulgou os cartazes das 12 cidades-sede brasileiras da Copa do Mundo de 2014. E nós do Bioventura, elegemos os 3 cartazes mais ecológicos e que tem tudo a ver com nosso tipo de ecoturismo. O primeiro a ser escolhido foi o cartaz de Manaus, uma bela ilustração com duas araras-vermelhas-grande ou araracangas como também são conhecidas. O segundo cartaz escolhido foi de Cuiabá com um tuiuiú, o símbolo do pantanal, voando na arte. O terceiro é o cartaz de da cidade de Curitiba com uma araucária ou pinheiro-do-Paraná, símbolo do estado.

Araracangas no cartaz de Manaus. Duas araras vermelhas pousadas sobre uma trave de futebol resumem a relação que o pôster de Manaus para a Copa buscou: mostrar que, no coração da maior floresta tropical do mundo, somos todos torcedores por natureza. A capital amazonense receberá quatro jogos da Copa do Mundo da FIFA 2014.

Tuiuiú no cartaz de Cuiabá. No pôster da capital de Mato Grosso, o tuiuiú, ave símbolo do Pantanal, é um dos destaques. O futebol é representado pela bola nos pés do jogador. A vibração das pessoas com o evento, em especial da torcida pantaneira, é traduzida no movimento da bola e as formas que a cercam. O mapa do estado no centro da bola mostra que Cuiabá está preparada para receber o maior evento de sua história. A cidade receberá quatro partidas da Copa do Mundo da FIFA 2014.

A Araucária, símbolo de Curitiba e do Paraná, é onipresente na imagem de Curitiba. No plano das conotações, o pinheiro adulto se ergue para o infinito, feito taça de luz. É como se Curitiba fizesse um brinde ao futebol. A cidade receberá quatro jogos da Copa do Mundo da FIFA 2014.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conheça mais sobre esses animais e plantas escolhidas para representar nas cidades em nosso site: http://www.bioventura.com.br/aves.html

 

Se você quiser conhecer essas cidades e suas belezas naturais é só chamas o BIOVENTURA: http://www.bioventura.com.br/roteiros.html

Austrália assiste ao último eclipse total do Sol de 2012

Um eclipse total do Sol foi observado  ontem, terça-feira (13) a partir das 17h40 (horário de Brasília) no estado de Queensland, Austrália. Nuvens prejudicaram o espetáculo, mas, mesmo assim, foi possível observar o Sol totalmente coberto pela Lua por alguns minutos.

O eclipse pode ser visto a partir do Parque Nacional de Garig Gunak Barlu, a 250 quilômetros ao leste de Darwin (norte da Austrália) e se deslocou ao leste, através do Golfo de Carpentária. Estima-se que cerca de 60 mil pessoas entre cientistas e turistas de todas as partes do mundo foram ao estado australiano de Queensland para testemunhar o primeiro eclipse total sobre a Grande Barreira de Corais em mais de 1300 anos.

O eclipse solar total ocorre quando a Lua cobre totalmente o Sol, fazendo com que o dia se torne noite por alguns minutos. O fenômeno é diferente do eclipse solar anelar que aconteceu em maio deste ano e pode ser visto em diversas cidades do mundo. “Nele, a Lua está mais afastada da Terra e fica menor que o Sol. A Lua não cobre todo o Sol, deixando algo chamado de anel de fogo”, de acordo com João Paulo Delicatto, diretor do Planetário de São Paulo. João Paulo Delicatto afirma que o próximo eclipse total do Sol ocorrerá em 2019 e que fenômeno igual poderá ser observado no Brasil somente em 2045.

Nesta terça, o Sol ficou totalmente oculto pela Lua, reduzido a um disco negro com uma auréola dourada: sua atmosfera externa, que se estende por vários milhões de quilômetros. As estrelas também puderam ser vistas em pleno dia. Hotéis da região estão reservados há mais de três anos, e turistas chegaram a encher praias para assistir ao eclipse. Houve até uma maratona programada. Além dos astrônomos, outros cientistas também observaram o eclipse. Eles queriam acompanhar, por exemplo, como os animais respondem à escuridão repentina, com câmera submarinas na Grande Barreira de Corais.

 


Turistas assistem ao eclipse na praia de Palm Cove, na Austrália.

Os habitantes de Papua Nova Guiné, do extremo leste da Indonésia, da metade sul da Austrália e toda a Nova Zelândia desfrutaram de um eclipse parcial. A Polinésia, o sul do Chile e da Argentina, também poderão apreciar o fenômeno também de maneira parcial. Após um périplo de 14.500 km através do hemisfério sul, o eclipse terminará às 23H48 GMT (21H48 de Brasília) a cerca de 800 km ao oeste do Chile.

Os eclipses totais do Sol têm diferentes sentidos para várias culturas. A luz do dia desvanece no meio do dia e a Lua vagarosamente cobre o Sol, criando um lusco-fusco assim que a sombra é projetada na superfície da Terra. Povos ancestrais de várias culturas acreditavam que o eclipse trazia maus presságios e uma série de rituais era feita para assustar forças do mal que teriam devorado o Sol. Hoje, cientistas viajam pelo mundo para estudar este fenômeno raro e milhares de pessoas ficam satisfeitas simplesmente por ver este evento celestial da natureza.

Matéria publicada pelo IG.

Saiba mais sobre ecoturismo e natureza com o Bioventura  http://www.bioventura.com.br/apreenda.html