21/06 HOJE COMEÇA O INVERNO DE 2013

geada serra gaúcha

Hoje na madrugada do dia 21 de junho de 2013 às 02h04, começa o inverno em todo o hemisfério sul e como todos sabem é a estação mais fria do ano.  Para a região sudeste e sul do Brasil é a mais seca também.  Nessa data, a noite deverá ser a mais longa do hemisfério sul e em contrapartida o dia será o mais longo no hemisfério norte.
Nesta época do ano o sul receberá menos energia solar, porque a Terra dá uma inclinada e os raios solares não chegam tão diretamente até nosso continente. Repare que o Sol cruza o céu mais baixo, isso é fácil de perceber ao meio dia, no verão quando o Sol esta a pino ele fica bem em cima de nossas cabeças, e agora ele “corre” quase que paralelo ao horizonte.

Como dito anteriormente na região sul e sudeste é tempo de seca e mais frio também, mas no norte e nordeste é a época que mais chove e isso caracteriza o inverno naquela região, porém a temperatura não baixa tanto como no sul e sudeste.O inverno brasileiro não é tão rigoroso como o do hemisfério norte onde cai neve e a temperatura pode chegar abaixo de zero. Mas em algumas regiões do país, principalmente nas serras do sul, as temperaturas podem chegar perto ou abaixo de zero.

serra gaucha

Um exemplo é a cidade de São Joaquim em Santa Catarina, situada a 1360 metros de altitude é considerada a cidade mais fria do Brasil onde já foram registradas temperaturas de até -15°. Os campos ficam cobertos de neve e até as cachoeiras congelam, para quem gosta de frio é um lindo e raro espetáculo da natureza no Brasil. No estado de São Paulo a temperatura mais fria já registrada oficialmente foi na capital, em 2 de agosto de 1955 no mirante de Santana com incríveis -2,1°.

No inverno muitos animais diminuem suas atividades, como os anfíbios que parecem sumir, mas na verdade só estão aguardando a primavera chegar em seus esconderijos. Algumas aves migram para lugares mais quentes e muitos insetos já acabaram seu ciclo reprodutivo e até de vida. No hemisfério norte a coisa é mais apertada e obriga alguns animais a tomarem medidas mais drásticas, como no caso dos ursos que hibernam  em tocas para aguentar o frio gelado, toda a energia e gordura acumuladas no verão com alimentos é usada para nutrir seus corpos nessa época.

anj_de_geada

No inverno, que só acabará em setembro, dá aquela vontade de acordar mais tarde e ficamos mais preguiçosos. Mas não se renda, porque essa época é a melhor para se aventurar nas trilhas, pelo menos no sul e sudeste. Como falamos antes é tempo de seca e podemos ficar mais tranqüilos em roteiros de montanhas,  pois quase não há riscos de raios, chuvas fortes e o céu fica mais limpo. Portanto, coragem no frio e vamos curtir essa época do ano com a Natureza, esperando a primavera e o verão chegarem com seu calor.

Escolha um roteiro de inverno e boa aventura:

http://www.bioventura.com.br/aparados.html


http://www.bioventura.com.br/marins.html


http://www.bioventura.com.br/lopo.html


http://www.bioventura.com.br/lopo_rapel.html

agua

 

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE E DA ECOLOGIA – 05 DE JUNHO 2013

dia-meio-ambiente

Hoje 05 de Junho de 2013 é o Dia Mundial do Meio Ambiente e da Ecologia. Mais uma data importante, mas pouco divulgada e que geralmente passa em branco, mas não para nós aventureiros, amantes e defensores da natureza.
Essa data foi criada pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 1972 e marcou a abertura da Conferência de Estocolmo sobre Ambiente Humano.
O Brasil entrou nessa “onda” um ano depois com um trabalho de preservação ambiental feito pela Secretária Especial do Meio Ambiente, que mostrava ao povo suas responsabilidades individuais com a natureza. Mas, pelo o que se vê hoje, aquela tarefa não foi bem aplicada e muito menos concluída.

No planeta existem cerca de 2 bilhões de espécies, de todas elas nós causamos os maiores impactos neste  planeta, por isso, é nossa responsabilidade cuidar muito mais deste lugar do que cuidamos atualmente. Precisamos compensar o que fazemos, pois já somos 7 bilhões de pessoas no mundo, uma espécie que sozinha consome em um ano, 150 milhões de toneladas de peixes, 60 milhões de toneladas de carne de vaca, 250 milhões de toneladas de soja e 700 bilhões de litros de leite.
 Além desse consumo exorbitante, segundo o IBGE, só no Brasil produzimos 230 mil toneladas de lixo por dia, isso mesmo por dia, o suficiente para encher o estádio do Maracanã inteiro em apenas 24 horas.

Superpopulação - um exemplo o metrô da Sé em São Paulo.

Superpopulação – um exemplo o metrô da Sé em São Paulo.

Nos últimos 10 anos desmatamos 13 milhões de hectares de florestas. Com o crescimento populacional e a expectativa de vida cada vez maior, fica claro que estes números negativos tendem a aumentar cada vez mais. Estamos em uma época que esta na “moda” se preocupar com o meio ambiente. Marketing verde, compensação ambiental, ser vegetariano, ir trabalhar de bicicleta, fazer compras no mercado com sacolas de papel…  Esses atos aumentam o conceito de qualquer cidadão e de muitas empresas, mostrando que estão todos preocupados com o ambiente em nossa volta e com o futuro do único planeta que podemos habitar. Será mesmo?!!

Marketing verde - cuidado.

Marketing verde – cuidado.

Já vemos que muitas grandes empresas poluidoras se preocupam com esse assunto, mas sem generalizar, a maioria na verdade adere a essa “onda verde” porque teve algum problema ambiental e para não ter mais prejuízos econômicos, sente-se pressionadas a investir em projetos ecológicos, como por exemplo, o de compensação ambiental. Muitas criam esses projetos para fazer bonito frente aos consumidores.

É uma pena, pois a situação só vai melhorar quando todos nós, empresas, governos e pessoas comuns sentirem que devemos fazer isso do fundo do coração e não porque mexeram no nosso bolso.

De qualquer forma segue a velha frase – PRESERVEM O MEIO AMBIENTE.

Aventure-se mais em ambientes naturais, saiba sobre nossos roteiros em: http://www.bioventura.com.br/roteiros.html

agua

DIA NACIONAL DA MATA ATLÂNTICA – 27 de Maio 2013

paranapiacaba_topo_ok

A Mata Atlântica é um dos biomas mais ameaçados do mundo e abriga uma das maiores biodiversidades do planeta também. Sua área original era cerca de 1,3 milhões de km², uma área que se estendia do Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul, cobrindo quase todo a costa litorânea do Brasil e também entrando ao centro do país.

A sua destruição se iniciou praticamente com a chegada dos colonizadores, que logo descobriram a riqueza natural que ali existia, por exemplo e de acordo com os livros de história, exploraram o pau-Brasil até quase extingui-lo. De toda essa área original restaram apenas 6 a 7% que resiste bravamente a  ação do homem e por incrível que pareça a maior parte dessa área preservada está na região sudeste, onde também estão as cidades mais industrializadas e populosas do Brasil. Estranho isso não?!… Será que a população e os governos dessas regiões se conscientizaram e souberam do valor da Mata Atlântica e resolveram cuidar desse tesouro!!!! Infelizmente a resposta é não, essa região conseguiu se auto-preservar graças ao relevo cortados por serras. Em relevos acidentados e montanhosos fica difícil, plantar, criar gado, explorar a madeira e construir casas. Essa área tem apenas 52 mil km², quase nada,  perto do que era e a cada ano vai diminuindo.

Região de Mata Atlântica intocada.

Região de Mata Atlântica intocada.

A Mata Atlântica ainda  é pouco conhecida pela população em geral, um exemplo claro de desinformação e qualquer um pode constatar, pergunte a uma pessoa que mora na cidade de São Paulo sobre a serra que todos passam para ir à baixada santista, a Serra do Mar. Poucos sabem que a estrada corta um trecho de Mata Atlântica e também muitos não sabem, que moram numa região de Mata Atlântica, pois a cidade de São Paulo está numa área, onde outrora reinava a floresta.

Para preservar é preciso conhecer e entender o que se está preservando.
Mesmo com todo esse descaso, a Mata Atlântica ainda nos ajuda, protegendo mananciais importantes, termorregulando a cidade de São Paulo e fornecendo muitas aventuras em suas trilhas.

A água é abundante nesse bioma.

A água é abundante nesse bioma.

Alguns números da Mata Atlântica:

• Cerca de 261 espécies de mamíferos


• Cerca de 1020 espécies de aves


• Cerca de 197 espécies de répteis


• Cerca de 340 espécies de anfíbios


• Cerca de 350 de peixes

Parabéns Mata Atlântica, hoje não é seu dia e sim todos os dias do ano.
Conheça mais a Mata Atlântica com os roteiros do Bioventura, acesse:

http://www.bioventura.com.br/parque_zizo.html

http://www.bioventura.com.br/intervales.html

http://www.bioventura.com.br/petar.html

http://www.bioventura.com.br/cantareira.html

http://www.bioventura.com.br/paranapiacaba.html

 

Saiba mais também sobre esse bioma em:

http://www.bioventura.com.br/biomas.html

agua

22 DE MAIO DE 2013 – DIA MUNDIAL DA BIODIVERSIDADE

blog_terca1

Hoje é o Dia Internacional da Biodiversidade e isso nos leva a refletir sobre nossas responsabilidades em preservar os diferentes tipos de vidas existentes em nosso planeta, desde os menores e microscópicos ao maior deles, a baleia azul. Data que infelizmente, a maioria da população mundial nem tem conhecimento.

 O Dia Internacional da Biodiversidade foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em  22 de maio de 1992. Porque esse dia? Nesse dia o texto final da Convenção sobre Diversidade Biólogica (CDB) em inglês Convention on Biological Diversity, foi aprovado.

cbd

A CDB foi assinada por cerca de 168 países durante a Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento  – CNUMAD, Rio-92.  Desses,  188 países já ratificaram e o Brasil é um deles com o Decreto 2.519 de 16 de março de 1998 e foi o primeiro país a assinar, ponto positivo para nós. A CDB estabelece normas e princípios que devem reger o uso e a proteção da diversidade biológica em cada país signatário.

O dia também serve para alertar as pessoas de todo o mundo sobre a importância da preservação da biodiversidade e sua importância. Sem a biodiversidade toda a cadeia de vida na Terra será afetada e não podemos esquecer que fazemos parte dela também. Para se ter uma idéia ou não… Não sabemos ainda a quantidade de espécies existentes no nosso planeta, mas estima-se que possa existir entre 5 e 100 milhões delas, ou seja, na verdade não sabemos nada. Mas sabemos que muitas delas são extintas mesmo antes de serem descobertas.

Este ano, o tema é “Água e Biodiversidade“, coincidindo também com o Ano Internacional de Cooperação pela Água.

A água é uma substância vital para todas formas de vida na Terra. Providenciar água com qualidade para as necessidades das pessoas em todo o mundo é um grande desafio ao desenvolvimento sustentável de muitas áreas, seja qual for o seu grau de desenvolvimento.

Os ecossistemas, particularmente as florestas e as zonas úmidas, asseguram a disponibilidade de água limpa às comunidades humanas. As zonas úmidas podem minimizar os riscos de cheias. A vegetação pode ajudar a reduzir a erosão dos solos e a poluição da água, podendo aumentar a água disponível para as culturas. As áreas protegidas podem providenciar água às cidades.  Estes são apenas alguns exemplos de como a gestão sustentável dos ecossistemas pode ajudar a prevenir e resolver problemas relacionados com a água.

água cachoeira

Para finalizar, a biodiversidade é a responsável pelo equilíbrio da vida na Terra, sem ela, tudo o que conhecemos não existiria. Pois, vivemos numa cadeia fechada, que depende de um equilíbrio delicado entre as espécies, onde uma se aproveita ou coopera com a outra, de uma forma ou de outra. Inclusive nós os humanos, fazemos parte dessa delicada cadeia. Não devemos esquecer isso jamais, pois quando isso acontecer, definitivamente estaremos fadados a extinção.

Feliz dia da Biodiversidade a todos.

Conheça a biodiversidade brasileira com Bioventura, escolha um de nossos roteiros de ecoturismo e descubra as diversas formas de vida.

http://www.bioventura.com.br/roteiros.html

http://www.bioventura.com.br/fauna.html

agua

BICHO DO DIA – BACURAU-TESOURA-GIGANTE

BACURAU-TESOURA-GIGANTE

Imagem

Família
Caprimulgidae

Nome científico
Hydropsalis forcipata

Nome em inglês
Long-trained Nightjar

Medidas
Em torno de de 76 cm (macho) da ponta do bico até as pontas das penas da cauda e 32cm (fêmea). 

Alimentação
Insetos.

Ocorrência
No Brasil, do Espírito Santo até o Rio Grande do Sul. Também ocorre no norte da Argentina.

Características
A grande cauda pode ocupar até 3/4 do seu tamanho, sendo nas fêmeas menor. De hábitos crepusculares e noturnos, caçam bem à noite, no escuro total da floresta. São vistos geralmente no solo em caminhos e trilhas que atravessam a mata.

Preferem viver em áreas de florestas bem preservadas e em regiões montanhosas da Mata Atlântica.

Essa espécie não faz ninhos e coloca seus ovos brancos com pintinhas marrons no chão da mata. Macho e fêmea dividem a tarefa de chocar os ovos.

 

SAIBA MAIS SOBRE NOSSAS AVES EM:

http://www.bioventura.com.br/aves.html

                                             Imagem

03 DE MAIO – DIA DO PAU-BRASIL

pau brasil

Poucas pessoas sabem mas hoje, 03 de maio, é o dia da árvore que deu origem ao nome do nosso país: O Pau-Brasil.

O Pau-Brasil, Caesalpinia echinata, foi declarado como árvore nacional em 07 de setembro de 1978.  É endêmica da Mata Atlântica brasileira e hoje em dia é bastante rara nesse bioma.

Insetos são os principais responsáveis pela polinização.

Insetos são os principais responsáveis pela polinização.

O Pau-Brasil pode atingir até 15 metros de altura, possui caule espinhento e sua floração e frutificação ocorre a partir do final de agosto até março. Suas flores são coloridas e bastante perfumadas atraindo vários insetos para sua polinização.

A árvore símbolo de nosso país, também conhecida por outros nomes populares como: ibirapiranga, ibirapitanga, arabutã, ibirapitá, pau-de-pernambuco, orabutã, pau-de-tinta, pau-rosado e pau-pernambuco.

Caule e frutos espinhentos.

Caule e frutos espinhentos.

A primeira atividade econômica dos portugueses que chegaram à Terra de Santa Cruz, nome dado ao nosso país antes de mudar para Brasil, foi a extração do Pau-Brasil. Isso porque descobriram que a árvore continha um corante vermelho que foi muito usado na indústria têxtil da época e também por sua madeira com uma cor forte que lembrava brasas em fogo.

Segundo alguns historiadores, o nome Brasil se originou dessa característica e depois batizaram nosso país também com esse nome. Já outros, dizem que por causa da grande importância econômica do Pau–Brasil, a partir de 1511, na Europa, já não mais se referiam ao nosso país como Terra de Santa Cruz e passaram a chamar de Terra do Brasil e logo em seguida apenas Brasil.

Clique na foto e veja o infográfico doEstadão.

Clique na foto e veja o infográfico doEstadão.

Essa exploração quase levou essa espécie à extinção, mas hoje é protegida por lei. Atualmente, existem diversos programas de preservação que levantam a quantidade dessa espécie no seu estado natural e também repovoam áreas degradadas com o Pau-Brasil.

De qualquer forma, o Pau-Brasil ainda resiste em nossas florestas do país e assim como qualquer outra espécie vegetal deve ser respeitada e protegida.

Parabéns Pau-Brasil, hoje é o seu dia.

Venha conhecer as riquezas da Mata Atlântica com o Bioventura.

agua

BICHO DO DIA – SANHAÇO-DO-COQUEIRO

Dessa vez o bicho do dia é o sanhaço-do-coqueiro… aprenda mais mais sobre esse naimal da nossa fauna.

sanhaço

SANHAÇO-DO-COQUEIRO

Família Thraupidae

Nome científico :Tangara palmarum

Nome em inglês: Palm Tanager

Medidas: Cerca de 18 cm.

Alimentação Néctar, frutos e insetos.

Ocorrência: Desde a Costa Rica até a Argentina. No Brasil ocorre em todo o país.

Características: A primeira vista esse sanhaço não chama tanta atenção, mas se olhar bem, pode-se notar um belo colorido em vários tons de verde, principalmente sob a luz do Sol. Tem esse nome popular por estar muito associado e ser muito visto em palmeiras. Costuma viver em grupos pequenos ou em casais. A fêmea pode colocar até 4 ovos num ninho em forma de cesta e a incubação dura cerca de 15 dias.

Foto: Edson Silva

Conheça mais a nossa fauna em http://www.bioventura.com.br/fauna.html

agua